Segundo Assalto

CAP. 53

 

Anemone avisa à seu irmão que ela tem poder suficiente para cuidar dela mesma. Kalisto assente e parte pra cima deAtlantida, a montaria de Dolpher. Trident se colocou na frente de sua “irmã” Anemone para o confronto.

Dolpher se movimentou pelo salão como uma torrente de águas em plena velocidade mirando Kalisto. Ao chegar bem perto dele, a guerreira parou seu movimento bruscamente deixando seu cosmo avançar pra cima do cavaleiro deixando-o um pouco intimidado. Atlantida então estendeu sua perna direita e sequenciou Kalisto no peito com uma centena de golpes ao som de sua voz que dizia: Fast Aqua Move!

Os impactos aquaticos de suas pernas no peito do bronzeado o fizeram perder momentaneamente o folego. Kalisto cai no chão de joelhos com a mão no pulmão. Anemone olha para ele por um instante, um segundo minimo, e leva um golpe de Atlantis que a faz voar meio salão.

Anemone se levanta e diz que acabará com a luta rapidamente. Trident ri e afirma que desde sempre Anemone só ameaça e não faz nada. Ela se irita e seu cosmo eleva-se, ela ergue as mãos igual seu irmão e lança um ataque mortal: Crystal Dust!

Aquaquake!! – desta forma o ataque da guerreira azul é barrado e atlantis continua avançando com seu tridente brilhando em azul. Ao chegar bem perto dela, Anemone; desaparece deixando-a confusa e reaparece em suas costas pronto para dar o golpe nela: Blue Light! – um talho azul brilhante corta a armadura e as costas de Anemone deixando-a ferida e meio atordoada no chão.

Atlantida de Dolpher ri e diz à Kalisto que ela não viverá muito tempo. O cavaleiro se levanta depois do choque e parte pra cima da oponente. Ele congelou sua mão com seu gélido cosmo e socou a parede onde era pra estar Atlantida. A parede se partiu em vários fragmentos e o salão depois dela virou um grande campo de patinação com elevações de gelo maciço. Atlantida ficou perplexa pois se ela não tivesse escapado, concerteza ela teria morrido num golpe só. Ele diz que aquele golpe só é possivel quando seu cosmo se torna frio o suficiente para fazer a umidade do ambiente gongelar a ponto de estilhaçar com apenas um soco e é passado de geração em geração, o famoso Eternal Ice Punch do Graad Azul.

Klowis se levanta de sua poça de sangue e pergunta a Deimos se ele havia irritado o deus e pediu perdão, poi sele não queria insultar uma divindade. O deus não o perdoa e avança pra cima de Klowis com uma vontade sanguinária de mata-lo. O lider cai novamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s