B. Wars II

Anúncios

Resgate

CAP.12

Romeo caiu no chão morto. Julieta se preparou para enfrentar os novos adversários. Ela mau se agüentava em pé, mas iria lutar até o fim por Athena. Os companheiros de Unicorner avançaram para finalizar a amazona. A pomba fraquejou, soltou seus braços cansados pela recente luta.
Enquanto a guerreira caia de exaustão, uns feixes de luz cruzavam por ela e acertavam os invasores prontos para matá-la… “Stardust Revolution” ecoava detrás da floresta.
As armas estavam derrotadas no campo de batalha. Bellier de Áries e seu discípulo Hoshi cavaleiro de bronze de sextante estavam ali.
Ele disse que veio ajudar a amazona de prata a acabar com os invasores e só apareceu, pois ela não pode continuar a batalha. Enquanto ele falava com Rubens, Julieta se aninhava ao corpo frio de Romeo.
“A partir deste momento eu assumo a luta” disse o dourado. “Tudo bem…” retrucou o inimigo.
Bellier atacou com o mesmo golpe que derrotara as armas… Rubens estendeu sua mão e disse numa voz calma e serena “Psyga Impulse”. O golpe do dourado voltou com o dobro de poder e o acertou em cheio deixando Ares no chão. O dourado se levantou e tentou outro golpe de seu arsenal… “Starlight Extinction” Do mesmo jeito que veio foi. Bellier estava no chão novamente. Rubens disse que acabaria com aquele sofrimento e acabaria com todos de uma só vez com seu próximo ataque. Hoshi se preparou. “Fira Hurricane” Um imenso tornado de fogo desceu dos céus em cima dos cavaleiros de Athena. Sextante ergueu os braços e exclamou aflito “Cristal Net!”. Uma teia de aranha cristalizada os envolveu e barrou o ataque. Unicorner se surpreendeu e elogiou o jovem. Dentro da cúpula de cristal Hoshi aumentou o cosmo de seu mestre ao Maximo que pode, pois seu “golpe verde” Cosmo Up retira de si mesmo forças para dar a outro.
Bellier se ergueu forte novamente e esperou que o Cristal Net se desfazese no próximo golpe inimigo para atacar o montador. “Thundara Storm” Relâmpagos furiosos destruíram a cápsula, Bellier surgiu no meio dos relâmpagos e fragmentos de cristal e exclamou confiante “Stardust Wave!” Unicorner voou longe e abriu o solo ao cair no chão. Foi um golpe certeiro. “Blizzarra Climatic” Gritou ainda no chão o inimigo. O vento ficou frio e cortante transformando o ar em adagas de gelo. Porem Bellier devolveu o golpe com seu Stardust Wave. Porem Rubens se defendeu com Psyga Impulse. As adagas voltaram ao dourado com o dobro da velocidade e poder. Áries tentou usar o Cristal Wall, mas foi inútil. As facas gélidas quebraram a barreira do dourado sem ele ter chance de saber o que o acertou. Bellier estava no chão igual aos outros.

Emboscada do destino

CAP.11

 Enquanto a guerra se desenrolava, Romeo e Julieta se viam constantemente. Porem mal sabiam eles que estavam sendo observados por olhos curiosos e fofoqueiros. Ares soube do assunto e chamou duas Armas e um Montador para dar fim a esses dois. Athena não soube do caso, mas um de seus cavaleiros soube e foi conferir o que estava acontecendo.

Os amantes se encontraram novamente, se beijaram e no mesmo momento uma corrente aprisionou Julieta de um lado e Romeo do outro.

Xavier de Corrente os prendeu. Estavam presentes também Sarah de Lança e o Montador Rubens de Unicorner.

O montador os advertiu dizendo que ou eles lutariam até que um morresse ou os dois morreriam ali mesmo um de cada vez.

Julieta concordou em lutar com Romeo pelo seguinte motivo: É melhor um de nós morrer pela mão do outro do que morrermos separados.

O inimigo portador da corrente os soltou e armou um ringue onde eles lutariam até a morte.

Julieta se preparou, suas asas cobriam seu cormo como dois escudos celestes enquanto Romeo empunhava seu fluorette de forma elegante e mortal.

A luta começara e somente um poderia sair vivo. Mesmo que um morresse o outro seria morto pelos telespectadores que se divertiam com a cena, o típico pão e circo.

Julieta estava com poucos ferimentos, ela estava lutando como uma verdadeira guerreira de Athena e não iria ser derrotada por uma Arma de Ares. Romeo estava ferido, mas não mortalmente. Ele tinha medo de atacá-la, a pomba se aproveitou disso e o atacou sem parar, sem dar chance dele respirar. Romeo se enfureceu por um momento e disse que o sangue dela iria ser derramado por completo no chão que ela estava pisando. Eles avançaram como se fossem dar um ultimo golpe, aquele que iria decidir quem iria morrer nas mãos de quem. No meio do clarão de poder Julieta sussurrou no ouvido de Romeo as seguintes palavras: “Te amarei pra sempre”

 …

Reencontro perigoso

CAP.10

 Depois de um tempo uma amazona de bronze chamada Julieta foi observar a área para ver se ainda estava tudo em paz ou não.

Chagando num campo aberto cheio de flores, rodeado de arvores altas, um lugar recluso, um refugio para a pomba de bronze.

A amazona sentou-se numa pedra bem no centro do belo local, tirou sua mascara, respirou o ar e meditou sobre a guerra contra Ares.

No mesmo instante ela sentiu um cosmo inimigo virou-se e lá estava ele… Lá estava aquele que iria mudar o destino de Julieta. Ele a fitava com espanto e surpresa; como se ele a conhecesse de longa data… Julieta surpresa e sem fôlego balbuciou: “Ro… Rome… Romeo…?”.

Ele não a respondeu, correu para ela numa velocidade impar. Abraçou-a com ternura e beijou-a durante um longo minuto “… sim sou eu Julieta…” disse Romeo todo feliz ao reencontrá-la depois de tanto tempo separados.

[Romeo e Julieta se conheceram na Itália enquanto ainda eram jovens. Ele era o filho do mordomo da família dela, uma família muito rica na época. Eles eram muito próximos e decidiram se casar quando se tornassem mais velhos; porem aconteceu um acidente muito horrível e um tanto confuso com a família de Julieta. Sobrou apenas o pai de Romeo juntamente com ele e a pequena Julieta. Neste mesmo dia Karol (cavaleiro de prata de Altar) passava pela região e se ofereceu para cuidar da menina órfã. Depois daquele dia nunca mais se viram].

Julieta se afastou dele rapidamente e tomou sua posição de combate. Romeo de Rapier fez o mesmo, mas não levou muita fé na luta que haveria de começar. Ela explicou-lhe que agora defendia Athena e como ele era uma Arma de Ares é dever dela o derrotar. O inimigo da deusa ficou pensativo e disse que ninguém os viu ali e que ninguém precisava saber deste encontro.

A triste pomba relaxou de sua postura, sorriu para Romeo, correu até seus braços e disse: “Com você eu viverei este amor proibido…”.

 …

Velocidade e Agilidade

CAP.9

 Hebe e Nemeia lutarão contra Cleyton; ordenou Herakles. Eles assentiram e se prepararam.

Cleyton concordou com a decisão do dourado e também se preparou para a batalha. Ostreecher fez uma cara de desgosto, mas partiu pra cima do discípulo desarmado do Leão. “Speed on U” Brontes estava caído no chão em dores. Herakles ordenou que se levantasse. O discípulo abatido levantou-se e encarou Bongo com os olhos de fúria, que retrucou com a mesma cara de desgosto.  “Speed on U” disse novamente. Brontes fechou os olhos pensativos, por um breve momento. Abriu-os fulminante num cosmo incrível e exclamou: ”Lightining Plasma!” Ostreecher olhou apavorado desviou de todos os golpes e nocauteou-o facilmente. Herakles viu que seu discípulo tinha feito o melhor possível e entrou na batalha. Bongo disse que agora ia ser uma real batalha. O dourado mal se posicionou e já estava no chão. O adversário disse que ia ser rápido como tinha feito com Brontes. O leão se levantou; riu e olhou para Bongo com uma cara de já venci. Ele se irritou e gritou outro golpe. “Vaccum Sand” A areia em volta de Herakles tornou-se um redemoinho. Ostreecher parou de correr e exclamou outro “Razor Demon Feather”. Varias penas brancas e pretas se misturaram no redemoinho “cortando” a armadura e a carne de Herakles. O redemoinho parou violentamente, mas o Leão não estava lá. Bongo se desesperou, sentiu alguém atrás dele dizendo em sua orelha numa voz calma e vitoriosa: “O Leão se levantará quantas vezes forem necessárias até que seu inimigo caia… Assim como você.”.

“Lightining Bolt”… Bongo cai no chão pasmo e totalmente derrotado.

Cleyton diz ao dourado que foi gentil com seus discípulos e que não os matou. Logo em seguida Falchion se foi deixando o corpo morto de Ostreecher.

Herakles tomou seus três companheiros nos braços mais o menino achado e partiu para o santuário.

Houve uns dias de paz temporária.

Confusão

CAP. 8

 Athena chamou Bellerophon espantada por causa da explosão.

Bellerophon organizou um grupo de reconhecimento composto por Herakles cavaleiro de ouro de Leão e seus discípulos, Hebe amazona de prata de Serpentário, Nemeia cavaleiro de bronze de Leão Menor e Brontes um aspirante a cavaleiro, para ganhar experiência.

Chegando ao local, havia um garotinho todo assustado, deveria ter uns 8, 10 anos, no meio dos escombros. Bem no centro estava um cavaleiro com uma armadura avermelhada, cheia de ângulos. Ele estava de costas, seu cabelo era negro como ébano, ele se virou, seu rosto era branco como a neve e seus olhos azuis como o céu.

Hebe se desequilibrou com tanta beleza. Nemeia teve que segura-la. Herakles reclamou com o ser diante deles, perguntando o que ele havia feito. O homem diante deles os encarou deu um sorriso leve bem tranqüilo e respondeu: “Meu nome é Kydoimos, o deus da confusão…” Hebe teve que sentar desta vez, pois não conseguia ficar em pé com tanta beleza com que ele pronunciava cada palavra. Eles estavam diante de um deus, e Herakles sabia que teria que dete-lo de alguma maneira, mesmo estando com seus discípulos queridos. Ele teria que salva-los e a criança também. O dourado ergueu os braços e um relâmpago ascendeu aos céus. A luta iria começar a qualquer instante. Todos estavam na expectativa. “Ligthining Bolt” disse o Leão correndo para  o ataque. Kydoimos estendeu a mão pegou o braço de Herakles e disse que não tinha tempo para brincadeiras no momento. O deus chamou um de seus aliados para entretê-los.

Cleyton de Falchion apareceu junto de Bongo de Ostreecher.

O deus foi embora os deixando encarregados.

Um novo conflito acaba de começar.

A rosa da destruição

CAP. 7

O dourado sacou suas negras rosas novamente e lançou ao oponente como um trunfo final. Aras novamente se esquivou, mas, não viu as rosas brancas que vinham logo atrás, e berrou num desespero “Castle Defense!!!” seu corpo ficou imune as rosas brancas de Narciso. Aras explicou que nada mais o ferirá. Narciso ficou irritado, mas profundamente sereno. O dourado decidiu atacar com os próprios punhos. O cavaleiro de ouro de peixes era rápido, mas seus ataques não surtiam efeito no oponente. Horser lambeu o lábio superior e disse “Delicia… Agora é minha vez de ficar por cima sim?!”. Aras avançou sobre o dourado e disse cantando vitória: “Castle Great War!!!” Uma esfera de energia acertou Narciso em cheio Rompendo varias pedras a frente. O chão ficou todo rachado, cheio de fendas profundas. Os céus se iluminaram numa glória profunda. Um golpe digno de se encerrar uma batalha. Aras virou-se para os cavaleiros menores, levantou a mão como quem faria o mesmo com eles… Nisso uma vinha brotou da terra e se enrolou nos pés e nas mãos de Aras. Ele se assustou e disse que aquilo era impossível. Narciso ergueu sua mão ensangüentada e exclamou numa voz tenebrosa “Flower Coff”. As vinhas enrolaram o oponente numa forma assustadoramente rápida, sufocando e espremendo-o. Umas rosas brancas brotaram logo em seguida do estrangulamento e aos poucos se tornaram vermelho sangue, só faltavam gotejar de tão pesadas que estavam. Aras de Horser estava morto.

Os cavaleiros voltaram seguros para o santuário. Narciso relatou o que havia acontecido para Athena. Logo após o dourado voltou para sua casa, onde estavam os irmãos Cupido aspirante a cavaleiro e Vênus amazona de prata de Lagarto, seus discípulos e companheiros.

Nas lutas Narciso era cruel e faria de tudo para vencer, mas com eles ele era todo meigo, era mais do que um mestre ou tutor para eles. Ele era um pai.

Não muito longe dali, houve-se uma explosão.

Pena Ferida

CAP. 6

 Narciso interrompe a luta e avança pra cima de Aras. “Piranian Rose!” exclama o dourado, Horser se desvia facilmente, mas, Narciso continua lançando suas rosas negras pra cima dele. O invasor se cancã de brincar e diz que ele nunca o ferirá. Narciso duvida de sua informação e prepara outro golpe… varias rosas começam a dançar envolta de Narciso, formado um redemoinho de pétalas de rosas, brancas, vermelhas e negras… o Dourado dá um olhar fulminante para Aras e exclama: “Beauty Rose Ocean” o impacto fez com que Aras fosse arrastado pra longe como se fosse uma grande onda. Horser sangrou e ficou enfurecido. Ele chamou um Weapon que estava perto para ajudá-lo. Seu nome era Blade de Sword. Narciso chamou Atalanta para ajudar.

Atalanta voou para cima do novo oponente gritando “Eagle Toe Flash!”, o inimigo vendado sorriu e disse baixinho… “Tolinha”, e sorriu.

A águia prateada não sabia o que tinha acontecido… Foi tão rápido que ela nem viu o que a acertou, ou desviou. Ele se virou pra ela e disse “Foi rápido neh?! Isso se chama Air Cutter, você não vê de onde vem, nem sente no momento, mas aos poucos você vai perecendo… É melhor você desistir e se entregar.”. Atalanta perplexa partiu pra cima dele novamente dizendo que por Athena ela iria até o fim, mesmo que custasse sua vida. “Eagle Toe Flash”  ela tentou de novo. Novamente ela caiu derrotada, desta vez foi mais intenso, ela estava sangrando aos montes… Sword chegou perto dela, tirou a mascara da amazona, deu-lhe um beijo e disse que a luta já estava ganha. Ela levantou e tentou de novo. Correu até ele. Ele desviou o corpo, posicionou a mão na altura do abdômen dela, girou o braço em meia lua e disse veementemente “Blood Sword”. Atalanda sentiu seu sangue ser sugado por um corte profundo e arrasador, ela caiu no chão meio tonta, mas se levantou para contra-atacar. Blade segurava a porção de sangue de Atalanta nas mãos, girou o braço outra vez e tinha em suas mãos uma lamina de sangue e outra normal… Ele sorriu e disse adeus à amazona. “Cross Counter Cut” foram suas palavras. Atalanta ficou parada em seu lugar. Ele a atacou, mas não tinha percebido que atacou o vazio. Ele caiu no chão meio perplexo e fraco. A venda de seu rosto caiu, e seu sangue começou a escorrer. Atalanta apareceu no ar exclamando “Eagle Toe Slash”. Derrotando o oponente. Ele perguntou pasmo com a derrota: “Com… Como você con… conseguiu… ?”, ela respondeu a pergunta de seu oponente educadamente: “eu aprendi a usar seu golpe de uma maneira diferente. Você se mantinha de olhos fechados, e atacava antes de eu chegar a você, e sumia quando eu ia atacar. E inverti isso. Eu fechei meus olhos, quando você chegou eu o ataquei numa velocidade incrível, chamei de Aero Blade em sua homenagem, e subi para finaliza-lo.”. As ultimas palavras do combatente foram… “Incrível…”

Atalanta também caiu vencida. Ekkus e Alpha ficaram ao seu lado enquanto Narciso e Aras voltariam a se enfrentar.

Cavalo Vs Cavalos

CAP. 5

 No romper da aurora…

Athena recebe uma visita de seu amigo e defensor, Alpha. Ele era muito enérgico e foi abraçar a deusa.  Em seu caminho entusiasmado, Belerophon aparece e impede-o de chegar até seu destino. O jovem cavaleiro ignora-o e segue em frente; desta vez o dourado segura forte o pulso de Alpha e o estraçalha dizendo: que eles, cavaleiros menores, não podiam chegar perto de Athena. O cavaleiro de Pegasus foi embora chateado e pensativo. Athena reclamou com o dourado dizendo que era permitido ser tocada por qualquer cavaleiro sendo ele dourado, prateado ou bronzeado… Para ela não importava a classe a que pertenciam. Sagitário respondeu no mesmo instante dizendo que naquele momento de guerra o melhor era ficar reclusa na fortaleza dos 12 dourados, e que só falou aquilo, para Alpha, justamente para proteção de Athena.

Fora do santuário Pegasus se encontrou com Ekkus seu irmão (eram tão amigos que se consideravam irmãos) para conversar sobre o acontecimento na sala de Athena.

Neste mesmo instante surge um homem de capa longa, vestido com uma armadura Alva como a neve… Dizendo que era um dos montadores (Riders)… “Podem me chamar de Horser.” Os bronzeados se alarmaram, mas não podiam recuar… “Pegasus Ryu Sei-Ken” gritou Alpha inutilmente, pois Horser defendeu todos os golpes sem sair do lugar.

“Cavalier Columm” Um feixe de poder atingiu o cavaleiro de pegasus em cheio atirando-o pra longe. Ekkus ficou pasmo, mas seguiu o exemplo de seu amigo. “Star Stomp” seu ataque cruzava o local rasgando o ar. O inimigo sorriu maliciosamente e exclamou “Big Stomp” O poder do adversário era tão grande que Ekkus não agüentou a pressão e também foi lançado para longe.

O invasor riu-se do momento e preparou-se para finalizá-los… Neste momento uma rosa negra cruzou o lugar e feriu a mão de horser.

Era Narciso de peixes e Atalanta de águia, os salvadores de Alpha e Ekkus.